Ordem:
Família:

Anura

Brachycephalidae

Brachycephalus hermogenesi

Ainda não encontramos.

Status de conservação:

IUCN:

Lista Nacional:

Projetos e ações

Ainda não encontramos.

Unidades de conservação

Ainda não encontramos.

DESCRIÇÃO​

Brachycephalus hermogenesi (Giaretta e Sawaya 1998) é um sapo minúsculo descritos a partir de localidades costeiras e montanhosas. Caracterizado por ter um quinto dedo do pé funcional.

Localidade Tipo:

Picinguaba, no Parque Estadual da Serra do Mar, Ubatuba/SP

Holótipo

ZUEC 9716-2; MNRJ 18662-63; USNM 507743-45; ZUEC 972; MNRJ 18625; ZUEC 9722-24; MNRJ 18624; USNM 507746.

Parátipos

MNRJ 18624, 18625, 18662-63

Artigo de descrição

Variações da espécie / Morfotipos

Ecologia e história natural

Machos geralmente vocalizam durante o dia. Indivíduos da nova espécie foram encontrados na serapilheira, ao nível do mar em solo arenoso de floresta secundária a 700 m da floresta primária. Embora os machos possuam sacos vocais, os cantos não foram reconhecidos em campo. A espécie apresenta postura de ovos terrestres grandes. As fêmeas frequentemente mostram um lado do corpo que fica volumoso devido à presença de um oócito em maturação. Vocalizam durante o dia e a noite, escondidos sob a serapilheira; não respondem às reproduções de seu canto.

Ameaças

Ainda não encontramos.

Etnobiologia

Ainda não encontramos.

Tipos de Ambientes

Quando foi descrita, a distribuição da espécie foi restrita à localidade-tipo e ao município vizinho de Parati, no Rio de Janeiro, sendo posteriormente registrada sua ocorrência também na Reserva Floresta de Morro Grande, na Estação Ecológica de Borocéia, na Reserva Biológica de Paranapiacaba, em Juquitiba, Tapiraí, Ribeirão Grande, e Estação Ecológica de Juréia, todos no estado de São Paulo. A espécie é abundante onde já foi registrada por ocorrer e apresentar uma ampla distribuição geográfica, incluindo diversas áreas protegidas. A distribuição geográfica de B. hermogenesi é, portanto, estendida por 223 km ao sul a partir da ponto mais próximo do estado de São Paulo (Estação Ecológica Juréia), tendo também um registro no Paraná, quando um espécime foi coletado caminhando sobre a serapilheira da área florestal, após fortes chuvas durante o dia em uma Mata Atlântica local na localidade de Castelhanos dentro da Área de Proteção Ambiental (APA) de Guaratuba, no município de São José dos Pinhais.

Galeria de ambientes

Biomas / Eco-regiões

Mata Atlântica

Vocalização

Descrição do canto

Frequência dominante do canto de 6,8 kHz ± 0,8. O comprimento do canto varia de acordo com o número de notas. Foram registrados 0.2 sec ± 0.01 para cantos de única nota; 1.4 sec ± 0.13 para cantos complexos de quatro notas e 1.9 sec ± 0.26 para cantos complexos de 5 notas. O tempo de aumento do canto é de 0.01 s, a taxa de canto é de 0.19 cantos por segundo e a taxa de repetição de notas é de 1.09 por segundo. As notas são muito parecidas e a diminuição da intensidade se localiza no final de chamadas complexas. Seu canto pode ser simples, constituído por uma única nota, ou complexa, composto por grupos de duas a sete notas semelhantes

Variações de canto

Reprodução

Machos geralmente vocalizam durante o dia. Indivíduos da nova espécie foram encontrados na serapilheira, ao nível do mar em solo arenoso de floresta secundária a 700 m da floresta primária. Embora os machos possuam sacos vocais, os cantos não foram reconhecidos em campo. A espécie apresenta postura de ovos terrestres grandes. As fêmeas frequentemente mostram um lado do corpo que fica volumoso devido à presença de um oócito em maturação. Vocalizam durante o dia e a noite, escondidos sob a serapilheira; não respondem às reproduções de seu canto.

Sítios reprodutivos

Modo reprodutivo

Época reprodutiva

Tipo de desenvolvimento

Direto, ou seja, sem a presença de girinos.

Girinos

História Natural

Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.

Morfologia

Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.

Créditos

Fotografias

Pedro Bernardo-Pit

Ilustrações

Gabriela Luiza de Deus

Vocalizações

Colaborador da página

Emannuelle Diniz
Oliveira AKC de, Oliveira IS de, Hartmann MT, Silva NR da, Toledo LF. 2011. Amphibia, Anura, Brachycephalidae, Brachycephalus hermogenesi (Giaretta & Sawaya, 1998): new species record in the state of Paraná, southern Brazil and geographic distribution map. Check List 7:17-18 Cunha, A.K., Oliveira, I.S. and Hartmann, M.T. 2010. Anurofauna da Colônia Castelhanos, na Área de Proteção Ambiental de Guaratuba, Serra do Mar paranaense, Brasil. Biotemas 23(2): 123-134. Giaretta, A. A., & Sawaya, R. J. (1998). Second Species of Psyllophryne (Anura: Brachycephalidae). Copeia, 1998(4), 985. doi:10.2307/1447345 Verdade, V. K., Rodrigues, M. T., Cassimiro, J., Pavan, D., Liou, N., & Lange, M. C. (2008). Advertisement Call, Vocal Activity, and Geographic Distribution of Brachycephalus hermogenesi (Giaretta and Sawaya, 1998) (Anura, Brachycephalidae). Journal of Herpetology, 42(3), 542–549. doi:10.1670/07-287.1