Taxonomia

Ordem: Anura
Família: Odontophrynidae
Grupo: Odontophrynus americanus
Espécie: Odontophrynus americanus – Miranda-Ribeiro, 1920

Nome popular: Sapinho do solo

Nomenclaturas antigas:
Pyxicephalus americanus Duméril e Bibron, 1841
Tomopterna americana – Fitzinger, 1843
– Ceratophrys americana – Boulenger, 1882
Hyperoodon asper Philippi, 1902
Ceratophrys argentina Philippi, 1902
Hiperoodon asper – Philippi, 1902 (antigo 6)

Sobre o nome da espécie:
O nome da espécie é uma homenagem ao  naturalista e zoologista francês da primeira metade do século XIX, Georges Cuvier.

Status de conservação:

IUCN
(LC)
Lista Nacional
(LC)

Distribuição da espécie

Projetos e ações

Não há informações sobre projetos de ações especificas para a espécie.

Descrição

Informações

….

 

Buenos-Ayres,
Argentina

Holotipo: MNHNP 4530
Parátipos: ….

Link para GENBANK

Diagnose

1) warts on the upper eyelid moderate, all about same size;
2) warts on back and sides moderate and numerous, evenly distributed; 3) no distinctly enlarged postorbital gland, although an elongate ridge sometimes present in postorbital area;
4) no distinctly enlarged temporal gland;
5) no enlarged parotoid gland or warts although an elongate ridge sometimes present;

6) a single moderate glandular ridge on posterior surface of forearm; 7) no tibial gland; 8) a series of large well-defined dark blotches on lighter ground color;
9) no m. tensor fascia lata;
10) chromosomes, N = 21-22; Larvae
11) labia infolded laterally;
12) labial papillae not heavily pigmented black.

Variações da espécie / Morfotipos

Ecologia e história natural

Odontophrynus americanus é uma espécie generalista de hábitos noturnos. 
Quando se sentem ameaçadas os indivíduos podem cavar o solo com suas patas traseiras e/ ou achatar seu corpo mantendo suas pernas esticadas (Unken reflex). 

São animais fossoriais e geralmente são encontrados na serapilheira de florestas úmidas ou próximos a corpos d’água.

 

Resumo

  • Tamanho
  • Habitat
  • Freqüência
  • Atividade
  • Venenoso
  • Hábito
  • Endemismo
  • Sítio de canto
  • Ameaça

Tipo de desenvolvimento

Desenvolvimento indireto, ou seja com a presença de girinos

Reprodução

Modo reprodutivo

Sítios reprodutivos

A espécie de reprodução explosiva, que geralmente utiliza de lagoas permanentes e/ou temporárias para sua reprodução.  

Época reprodutiva

As fêmeas maduras ocorrem todos os meses, exceto em junho.

Vocalização

Descrição do canto ???

A frequência de chamada O. americanus é de 1025 a 1075 Hz e a taxa de pulso é de 524 a 558 ms (Rosset e Baldo 2014).

A duração da chamada é de 170 a 381ms (Grenat e Martino 2013).

Variações de canto

Girinos

Os girinos são alimentadores bentônicos e comem restos de plantas e algas.

D-Minutus.jpg

História Natural

Espécie nectômica, não forma agregação (cardume).

Habita poças temporárias.

Girino ciclo curto completando o seu desenvolvimento em cerca de 5 dias.

Raspador

Morfologia

Tamanho aproximado (CC): ~ 5 cm, deprimido, ovóide, raramente elíptico alongado em vista dorsal, arredondado deprimido em vista lateral.

Presentes, reniformes, dorsais, com aberturas anterodorsalmente direcionadas, mais próximas do focinho que dos olhos, raramente à mesma distância dos olhos e do focinho, Projeções nas margens internas presentes, pouco desenvolvidas.

Sinistro, lateral, posterodorsalmente direcionado, estreito, abrindo-se no terço médio do corpo, Parede interna do tubo presente, fundida à parede do corpo, com uma pequena extremidade livre, sendo mais longa que a parede externa.

Poros da linha lateral não visíveis, Acúmulo de neuromastos no ventre ausente.

Tubo do intestino
Espiral circular, com ponto de inflexão localizado no centro da região abdominal.

Tubo ventral
Dextral, posteroventralmente direcionado, curto, largo, inteiramente fundido à nadadeira ventral.

Presente, comum, emarginado lateralmente, Fileira de papilas marginais presente, uniseriada alternada em todo disco oral, interrupção dorsal presente, lateroventral ausente, ventral ausente, Papilas marginais cônicas, Poucas Papilas submarginais presentes, nas laterais e no lábio anterior do disco oral, raramente no lábio posterior, dispostas em fileiras, LTRF 2(2)/3(1), sendo A1=A2, p1= p2>p3, Fileiras de dentículos nas laterais do disco oral ausentes, Bico córneo presente, estreito, parte posterior em forma de “U”, anterior em forma de arco, largura do bico anterior maior que do posterior, serrilhado curto com base larga, iguais em tamanho ao longo da mandíbula.

de média altura, nadadeira dorsal mais alta que a ventral. Terminação da cauda arredondada, raramente obtusa.

Nadadeira Dorsal
Média altura, com a margem externa pouco convexa, originando-se no terço posterior do corpo, Altura máxima da nadadeira dorsal no terço médio da cauda.

Nadadeira Ventral
Média altura, com a margem externa pouco convexa, originando-se no nível do tubo ventral

Distribuição Geográfica

É encontrado nas regiões semi-áridas da Argentina subtropical, nas florestas úmidas da Bolívia, no litoral central e sudeste do Brasil, sul do Paraguai e Uruguai. É comum as formações de florestas secas de Campo, Chaco e Pampa.

 

Informações

Biomas / Eco-regiões

  • Amazônia
  • Cerrado
  • Caatinga
  • Mata Atlântica
  • Pantanal
  • Pampa

Tipos de Ambientes

Galeria de ambientes

cloudforest-profile.jpg

Ameaças / ETNOBIOLOGIA

Como essas espécies podem ocorrer em áreas agrícolas, os inseticidas são uma grande ameaça, principalmente para os girinos no ambiente aquático.

Unidades de conservação

Galeria de fotos

Créditos

Fotografias

Ilustrações

Vocalizações


Via: H..

Colaborador da página

Álvaro Drumond Araújo
Via: (UFMG)

AmphibiaWeb. 2020. < http://amphibiaweb.org > Universidade da Califórnia, Berkeley, CA, EUA. Acessado em 27 de março de 2020.

VALDEZ & R. MANEYRO (2017) Reproductive biology of Odontophrynus americanus females (Duméril & Bribon, 1841) (Anura, Cycloramphidae) from Uruguay

https://amphibiansoftheworld.amnh.org/Amphibia/Anura/Odontophrynidae/Odontophrynus/Odontophrynus-americanus

JM Savage, JM Cei (1965) A review of the leptodactylid frog genus, Odontophrynus