Rodrigo Tinoco
Idealizador do grupo herpeto.org. Biólogo bacharel e licenciado pela PUC Minas. Consultor Ambiental – Membro do Grupo de apoio técnico do PAN da Serra do Espinhaço

Alguns dos perigos que podemos encontrar nos Pitfalls II

Escorpiões

Pequenos, discretos, silenciosos e tranquilos. É dessa forma que vejo esse grupo de pequenos aracnídeos.

Alguns dos escorpiões que já registrei nos pitfalls.

Nas minhas andanças pelo Brasil, já pude registrar algumas espécies bem legais. Popularmente, vejo as pessoas classificarem os escorpiões por cores. Claro que é apenas uma classificação popular, e pelo fato desse texto não ter intuito de auxiliar na identificação científica das espécies, também vamos utilizar essa classificação.

Alguns amigos me ajudaram a identificar a espécie acima. Trata-se de um Brotheas sp., ou seja, em caso de acidente não haverá problemas mais graves. O contrário ocorre com o escorpião abaixo, que provavelmente trata-se de um Tityus cf. obscurus, registrado no município de Juruti – PA.

No sudeste, o que mais registro são os escorpiões amarelo – Tityus serrulatus,  que assim como seu ‘primo’ Tityus cf. obscurus também é de importância médica.

Na divisa do Mato Grosso com Goiás, tive a oportunidade de registrar outras espécies de escorpião amarelo. Dessa vez não consegui obter muitas informações sobre qual seria essa espécie. Me falaram que poderia ser Bothriurus sp. ou um Brazilobothriurus sp. Seja lá qual for, não é de grande importância médica.

Ainda na região do Alto Araguaia registrei uma espécie de Ananteris sp. Sobre essa espécie, a informação que tive é que sua picada é similar a de uma formiga, e em geral, não chega a causar nenhuma complicação. De toda forma eu que não quero experimentar.

Até hoje nunca tive a oportunidade de fotografar escorpiões marrons de importância médica. Mas existem!!!!

Lembre-se, em caso de acidente, se possível, leve com você para o hospital o animal que ‘picou’. Isso ajudará na sua identificação (apesar de imaginarmos que médicos não sabem diferenciar as espécies). E amigos da herpeto, fiquem muito espertos na hora de conferir e limpar os pitfalls. Os perigos pode estar em qualquer lugar.

Todos aqui sabem que invertebrados não é minha especialidade, logo não considerem esses textos como algo científico. Caso você veja algo que acredite que possa ser melhorado nos mande um e-mail que vamos analisar.

COMPARTILHAR

Share on twitter
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram