Ordem:
Família:

Anura

Odontophrynidae

Odontophrynus americanus

Ainda não encontramos.

Status de conservação:

IUCN:

Lista Nacional:

Projetos e ações

Ainda não encontramos.

Unidades de conservação

Ainda não encontramos.

DESCRIÇÃO​

Ainda não encontramos.

Localidade Tipo:

Buenos-Ayres, Argentina

Holótipo

MNHNP 4530

Parátipos

Artigo de descrição

Variações da espécie / Morfotipos

Ecologia e história natural

Odontophrynus americanus é uma espécie generalista. Eles são predados por vários animais e pelas espécies invasoras, Rana catesbeiana. Seus mecanismos de defesa são cavar no chão com as patas traseiras e mudar sua postura para um corpo plano com as pernas esticadas. Os girinos são alimentadores bentônicos e comem restos de plantas e algas. A espécie é uma criadora explosiva que acasala em lagoas permanentes, semi-permanentes e temporárias de água doce após fortes chuvas. As fêmeas maduras ocorrem todos os meses, exceto em junho. Durante a procriação, os machos chamam à noite na ou na beira da água para atrair fêmeas.

Ameaças

Como essas espécies podem ocorrer em áreas agrícolas, os inseticidas são uma grande ameaça, principalmente para os girinos no ambiente aquático.

Etnobiologia

Como essas espécies podem ocorrer em áreas agrícolas, os inseticidas são uma grande ameaça, principalmente para os girinos no ambiente aquático.

Tipos de Ambientes

É encontrado nas regiões semi-áridas da Argentina subtropical, nas florestas úmidas da Bolívia, no litoral central e sudeste do Brasil, sul do Paraguai e Uruguai. É comum as formações de florestas secas de Campo, Chaco e Pampa. Geralmente são encontrados em áreas inundadas ou lagoas temporárias. São animais fossoriais encontrados na serapilheira de florestas úmidas ou próximos a corpos d’água.

Galeria de ambientes

Biomas / Eco-regiões

Mata Atlântica, Pampa

Vocalização

Descrição do canto

A frequência de chamada O. americanus é de 1025 a 1075 Hz e a taxa de pulso é de 524 a 558 ms (Rosset e Baldo 2014). A duração da chamada é de 170 a 381 ms (Grenat e Martino 2013).

Variações de canto

Reprodução

Odontophrynus americanus é uma espécie generalista. Eles são predados por vários animais e pelas espécies invasoras, Rana catesbeiana. Seus mecanismos de defesa são cavar no chão com as patas traseiras e mudar sua postura para um corpo plano com as pernas esticadas. Os girinos são alimentadores bentônicos e comem restos de plantas e algas. A espécie é uma criadora explosiva que acasala em lagoas permanentes, semi-permanentes e temporárias de água doce após fortes chuvas. As fêmeas maduras ocorrem todos os meses, exceto em junho. Durante a procriação, os machos chamam à noite na ou na beira da água para atrair fêmeas.

Sítios reprodutivos

Modo reprodutivo

Época reprodutiva

Janeiro, Fevereiro, Março, Abril, Maio, Junho, Julho, Agosto, Setembro, Outubro, Novembro, Dezembro

Tipo de desenvolvimento

Indireto, ou seja, com a presença de girinos.

Girinos

História Natural

Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.

Morfologia

Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.

Créditos

Fotografias

Pedro Bernardo-Pit

Leandro Malta Borges

Ilustrações

Gabriela Luiza de Deus

Vocalizações

Colaborador da página

Álvaro Drumond Araújo VIA: Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
AmphibiaWeb. 2020. Universidade da Califórnia, Berkeley, CA, EUA. Acessado em 27 de março de 2020. V. VALDEZ & R. MANEYRO (2017) Reproductive biology of Odontophrynus americanus females (Duméril & Bribon, 1841) (Anura, Cycloramphidae) from Uruguay https://amphibiansoftheworld.amnh.org/Amphibia/Anura/Odontophrynidae/Odontophrynus/Odontophrynus-americanus JM Savage, JM Cei (1965) A review of the leptodactylid frog genus, Odontophrynus