Ordem:
Família:

Anura

Leptodactylidae

Leptodactylus riveroi

Ainda não encontramos.

Status de conservação:

IUCN:

Lista Nacional:

Projetos e ações

Ainda não encontramos.

Unidades de conservação

Ainda não encontramos.

DESCRIÇÃO​

Machos 46-58 mm, fêmeas 58-74 mm. O dorso é marrom-claro ou castanho, com duas pregas dorsolaterais proeminentes. Uma faixa escura se es-tende desde antes do olho por sobre o tímpano e descendo em direção à base do braço. Uma faixa avermelhada a creme-escuro se estende da narina até o braço. Grânulos de diferentes tamanhos se distribuem na região lateral e dorsal do corpo. O ventre é creme com manchas escuras. Os machos desenvolvem calos núpciais no primeiro dedo da mão durante o período reprodutivo. A íris é dourada com uma faixa alaranjada na região mediana.

Localidade Tipo:

Ainda não encontramos.

Holótipo

Ainda não encontramos

Parátipos

Ainda não encontramos

Artigo de descrição

Variações da espécie / Morfotipos

Período de atividade:

Habitat

Ainda não encontramos.

Tamanho

Abundância

Venonoso

Ainda não encontramos

Ecologia e história natural

A reprodução ocorre no final da época chuvosa. Os machos começam a vocalizar em maio, sob raízes ou em buracos na margem de poças temporárias. A desova contém cerca de 1.000 ovos, que são depositados em um ninho de espuma. Os girinos são levados para a poça por meio de túneis construídos por um dos pais. Eles são negros e formam aglomerados (aproximadamente 500 a 1.000 indivíduos), que são protegidos pela fêmea

Ameaças

Ainda não encontramos.

Etnobiologia

Ainda não encontramos.

Tipos de Ambientes

Ainda não encontramos.

Galeria de ambientes

Biomas / Eco-regiões

Amazônia

Vocalização

Descrição do canto

Ainda não encontramos

Variações de canto

Reprodução

A reprodução ocorre no final da época chuvosa. Os machos começam a vocalizar em maio, sob raízes ou em buracos na margem de poças temporárias. A desova contém cerca de 1.000 ovos, que são depositados em um ninho de espuma. Os girinos são levados para a poça por meio de túneis construídos por um dos pais. Eles são negros e formam aglomerados (aproximadamente 500 a 1.000 indivíduos), que são protegidos pela fêmea

Sítios reprodutivos

Modo reprodutivo

Época reprodutiva

Tipo de desenvolvimento

Direto, ou seja, sem a presença de girinos.

Girinos

História Natural

Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.

Morfologia

Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.

Créditos

Fotografias

Ilustrações

Gabriela Luiza de Deus

Vocalizações

Colaborador da página

Guia de Sapos da Reserva Adolpho Ducke, Amazonia Central by Lima et al. 2005