Ordem:
Família:

Anura

Allophryne

Allophryne resplendens Castroviejo-Fisher, Pérez-Peña, Padial & Guaysamin, 2012.

Em breve

Status de conservação:

IUCN:

Lista Nacional:

Projetos e ações

Aguardando essa informação.

Unidades de conservação

Ainda não encontramos.

DESCRIÇÃO​

Ainda não encontramos.

Localidade Tipo:

Provincia Ramon Castilla
Peru

Holótipo

MZUNAP-01-605

Parátipos

Aguardando essa informação.

Artigo de descrição

Variações da espécie / Morfotipos

Ecologia e história natural

Allophryne replendens é uma espécie arborícola, encontrada em folhas e galhos de árvores abaixo de 2 m acima do solo. O holótipo foi encontrado em uma espécie de Arecaceae (Lepidocaryum tenue). As palmeiras desse gênero são de porte médio e formam florestas próprias denominadas localmente como irapayales.
É uma espécie muito difícil de se encontrar em busca ativa, o que poderia refletir em densidades muito baixas, pelo menos nos estratos mais baixos da floresta, fora da estação de reprodução (a espécie irmã A. ruthveni possui reprodução explosiva).
É possível que apresente reprodução explosiva, assim como as outras duas espécies do gênero, porém é necessário mais estudo.
O sítio reprodutivo consiste nos estratos mais baixo da floresta de várzea, em folhas e galhos, até 2 m de altura do solo.

Ameaças

Desmatamentos, extrativismo. Todas as ameaças que o Bioma Amazônia pode sofrer.

Etnobiologia

Aguardando essa informação.

Tipos de Ambientes

É possível que apresente reprodução explosiva, assim como as outras duas espécies do gênero, porém é necessário mais estudo.
O sítio reprodutivo consiste nos estratos mais baixo da floresta de várzea, em folhas e galhos, até 2 m de altura do solo.

Galeria de ambientes

Biomas / Eco-regiões

Amazônia

Vocalização

Descrição do canto

Variações de canto

Reprodução

Allophryne replendens é uma espécie arborícola, encontrada em folhas e galhos de árvores abaixo de 2 m acima do solo. O holótipo foi encontrado em uma espécie de Arecaceae (Lepidocaryum tenue). As palmeiras desse gênero são de porte médio e formam florestas próprias denominadas localmente como irapayales.
É uma espécie muito difícil de se encontrar em busca ativa, o que poderia refletir em densidades muito baixas, pelo menos nos estratos mais baixos da floresta, fora da estação de reprodução (a espécie irmã A. ruthveni possui reprodução explosiva).
É possível que apresente reprodução explosiva, assim como as outras duas espécies do gênero, porém é necessário mais estudo.
O sítio reprodutivo consiste nos estratos mais baixo da floresta de várzea, em folhas e galhos, até 2 m de altura do solo.

Sítios reprodutivos

Modo reprodutivo

Época reprodutiva

Tipo de desenvolvimento

Direto, ou seja, com a presença de girinos.

Girinos

História Natural

Aguardando essa informação.
Aguardando essa informação.
Aguardando essa informação.

Morfologia

Aguardando essa informação.
Ainda não encontramos.
Aguardando essa informação.

Créditos

Fotografias

Ilustrações

Vocalizações

Colaborador da página

Leticia Watanabe
VIA: Herpeto Capixaba
Castroviejo-Fisher, Santiago, et al. “A second species of the family Allophrynidae (Amphibia: Anura).” American Museum Novitates 2012.3739 (2012): 1-17.
Carvalho, Vinicius Tadeu. “First record of the Resplendent Frog Allophryne resplendens Castroviejo-Fisher et al., 2012 (Anura: Allophrynidae) in Brazil.” Herpetology Notes 10 (2017): 561-562.
da Fonseca, Wirven Lima, et al. “Second record of the Resplendent Frog, Allophryne resplendens Castroviejo-Fisher, Pérez-Peña, Padial, and Guayasamin, 2012 (Anura: Allophrynidae) in Brazil.” Herpetology Notes 13 (2020): 161-163.