Ordem:
Família:

Anura

Leptodactylidae

Adenomera juikitam

Rãzinha-rugosa-do-brejo

Status de conservação:

IUCN:

Lista Nacional:

Projetos e ações

Ainda não encontramos.

Unidades de conservação

Ainda não encontramos.

DESCRIÇÃO​

“”Espécie de tamanho pequeno (CRC em média de 19,3 mm em machos) e corpo bastante robusto, apresenta região dorsal profusamente glandular/granular, com ausência de linhas granulares dorsais ou pregas dorsolaterais, e coloração vermelho acinzentada, sem padrões de cores distintas. A ponta dos dedos não é desenvolvida em discos achatados. Quando comparada às demais espécies com ocorrência para o estado de Goiás, Adenomera juikitam, difere-se de A. saci por não apresentar glândulas dorsais organizadas em linhas, linhas vertebrais, nem pregas dorsolaterais (presentes em A. saci), e de A. cotuba por possuir padrão de coloração dorsal diversa (preta ou escura em A. cotuba) e ausência de linhas granulares dorsais conspícuas.””

Localidade Tipo:

A localidade-tipo é Teresina de Goiás, Brasil Central.

Holótipo

Ainda não encontramos

Parátipos

Ainda não encontramos

Artigo de descrição

Variações da espécie / Morfotipos

Ecologia e história natural

“”Adenomera juikitam ocorre em habitats de Cerrado do Brasil Central associada a rochas e solos arenosos na borda ou dentro de ambientes parcialmente sombreados. Os machos desta espécie também cantam expostos ou sobre a serapilheira. O canto de anúncio desta espécie possui duração média de 0,1773 (Carvalho & Giaretta 2013). Os cantos apresentam até nove harmônicos visíveis, com o segundo harmônico correspondendo à frequência dominante (Carvalho & Giaretta 2013). Em média, as frequências fundamental e dominante são, respectivamente, 1980 Hz e 3990 Hz (Carvalho & Giaretta 2013). A taxa de emissão do canto de anúncio varia de 43 a 45 cantos por minuto (Carvalho & Giaretta 2013) “”

Ameaças

Ainda não encontramos.

Etnobiologia

Ainda não encontramos.

Tipos de Ambientes

Ainda não encontramos.

Galeria de ambientes

Biomas / Eco-regiões

Cerrado

Vocalização

Descrição do canto

Ainda não encontramos

Variações de canto

Reprodução

“”Adenomera juikitam ocorre em habitats de Cerrado do Brasil Central associada a rochas e solos arenosos na borda ou dentro de ambientes parcialmente sombreados. Os machos desta espécie também cantam expostos ou sobre a serapilheira. O canto de anúncio desta espécie possui duração média de 0,1773 (Carvalho & Giaretta 2013). Os cantos apresentam até nove harmônicos visíveis, com o segundo harmônico correspondendo à frequência dominante (Carvalho & Giaretta 2013). Em média, as frequências fundamental e dominante são, respectivamente, 1980 Hz e 3990 Hz (Carvalho & Giaretta 2013). A taxa de emissão do canto de anúncio varia de 43 a 45 cantos por minuto (Carvalho & Giaretta 2013) “”

Sítios reprodutivos

Modo reprodutivo

Época reprodutiva

Tipo de desenvolvimento

Indireto, ou seja, com a presença de girinos.

Girinos

História Natural

Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.

Morfologia

Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.
Ainda não encontramos.

Créditos

Fotografias

Thiago Ribeiro de Carvalho

Ilustrações

Gabriela Luiza de Deus

Vocalizações

Colaborador da página

Ainda não encontramos.